Qual a documentação necessária para reverter um Chargeback?

Se você recebeu um e-mail informando que seu comprador pediu um chargeback direto na operadora de cartão e quer saber quais documentos precisamos para dar início a tentativa de reversão, esta é a FAQ correta!

Para que nós da Wirecard iniciemos o processo para tentar reverter este chargeback, é fundamental que o produto/serviço conste como entregue. Então, é necessário que você envie em nosso painel de Chargeback que fica dentro da Conta da Wirecard, os documentos que comprovem que a venda foi feita e o produto entregue.

A documentação que você deverá enviar poderá variar de acordo com o tipo de produto/ serviço, valor e forma de entrega, conforme abaixo:

 

PRODUTO TOCÁVEL/FÍSICO.

Se entrega foi feita pelos correios, vamos ter duas situações:

1)         Transações até R$500,00.

  • Código de rastreio: print da página de rastreamento de objetos dos correios, comprovando que o produto foi entregue.
  • Descrição detalhada do produto vendido: pode ser um print da página do serviço prestado ou, se não tiver, o vendedor mesmo pode escrever a descrição.

2)         Transação acima de R$500,00

  • Código de rastreio: print da página de rastreamento de objetos dos correios, comprovando que o produto foi entregue.
  • Descrição detalhada do produto vendido: pode ser um print da página do serviço prestado ou, se não tiver, pode você mesmo (vendedor) escrever a descrição.
  • Cópia do AR ou Cópia do PI.

AR - Aviso de Recebimento: É serviço contratado nos correios, no ato da postagem do produto, para que o destinatário tenha que assinar e preencher os dados garantindo que recebeu mesmo a entrega.

PI - Pedido de Informação: é um comprovante de entrega que pode ser solicitado online no site dos correios gratuitamente.

 

Se a entrega foi feita por transportadora ou motoboy:

1)         Transações até R$500,00.

  • Comprovante válido da transportadora/motoboy utilizada para a entrega do produto (Cópia digitalizada/foto), contendo as seguintes informações: 
  1. Endereço e data de entrega;
  2. Nome e número do documento de identificação (RG ou CPF) do recebedor da mercadoria;
  3. Assinatura ou visto de recebimento.
  •  Descrição detalhada do produto vendido: pode ser um print da página do serviço prestado ou, se não tiver, o vendedor mesmo pode escrever a descrição.

2)         Transações acima de R$500,00.

  • Comprovante válido da transportadora/motoboy utilizada para a entrega do produto (Cópia digitalizada/foto), contendo as seguintes informações: 
  1. Endereço e data de entrega;
  2. Nome e número do documento de identificação (RG ou CPF) do recebedor da mercadoria;
  3. Assinatura ou visto de recebimento.
  • Descrição detalhada do produto vendido: pode ser um print da página do serviço prestado ou, se não tiver, pode você mesmo (vendedor) escrever a descrição.
  • Nota fiscal com a discriminação dos produtos vendidos;

 

PRODUTO DIGITAL OU SERVIÇOS

Para produtos digitais temos apenas uma situação, sendo ela:

  • Descrição detalhada do produto vendido: pode ser um print da página do serviço prestado ou, se não tiver, pode você mesmo (vendedor) escrever a descrição.
  • Comprovante da liberação da utilização do serviço;
  • Print da tela que consta o cadastro do cliente;

Veja o passo a passo de como enviar esses documentos, clicando aqui.

Esse artigo foi útil?
Usuários que acharam isso útil: 11 de 11
Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação

Comentários

Por favor, entre para comentar.